Celulares

Xiaomi Pocophone F1 Avaliação

Xiaomi pode não ser um nome com o qual você esteja familiarizado. A empresa de tecnologia chinesa é cada vez mais popular na Ásia (é a quarta fabricante de smartphones mais popular do mundo), e acaba de começar a ingressar no mercado Brasileiro também.

O Pocophone é equipado com o processador móvel mais rápido da Qualcomm, o Snapdragon 845 – o mesmo chip que faz com que os telefones custem mais que o dobro do preço. Combine isso com 6 GB de RAM e uma opção de 64 GB ou 128 GB de armazenamento, e você terá um smartphone médio alcance adequado.

As bordas chanfradas de cor prateada do Pocophone F1 adicionam uma pitada de classe, e os cantos e laterais arredondados garantem que ele se encaixa confortavelmente na palma da mão. O leitor de impressão digital circular montado na parte traseira também é fácil de alcançar.

Você até recebe um fone de ouvido de 3,5 mm na borda superior do telefone, o que é bastante refrescante, e a bateria de 4.000mAh do telefone é recarregada por meio de uma porta de carregamento USB Type-C na borda inferior. O slot dual-SIM na borda esquerda também permite expansão de armazenamento de até 256 GB de capacidade, e o balancim de volume fica ao lado de um botão de alimentação retangular ligeiramente arredondado à direita.

Há, no entanto, algumas desvantagens. O Pocophone F1 não é certificado para resistência à poeira ou água, então você pode querer evitar qualquer acidente de banheiro ou cozinha e usá-lo na chuva.

A falta de NFC é um problema maior. Você não poderá usar o Pocophone F1 para pagamentos com cartão sem contato pelo Google Pay.

O Pocophone F1 segue a tendência para displays altos e finos com uma tela de resolução de 6,18 polegadas, 2,246 x 1,080 com uma relação de 18: 9. A densidade de pixels de 403ppi faz com que a nitidez seja ampla, mas você tem que aguentar um longo entalhe que se projeta para o topo da tela. Se isso realmente te incomoda, pode ser escondido com bordas pretas.

Sobre o autor

qualcelular_odaxec

Deixe um comentário