Celulares

Sony encerra linha Xperia no Brasil e poderá desistir do mercado de smartphones

Entenda por que a Sony encerra linha Xperia no Brasil.

Apesar de a direção da empresa negar, havia rumores. Mas agora,  um relatório financeiro dirigido aos acionistas confirma: Sony encerra linha Xperia no Brasil.

A decisão faz parte de um conjunto de medidas para tentar recuperar a saúde financeira da companhia, que há tempos vem perdendo receitas e espaço no mercado.

Além disso, há até mesmo a possibilidade de que a Sony abandone por completo o segmento de smartphones.

Mas a Sony não tinha planos para a linha Xperia? Quais são as consequências e as perspectivas que se abrem a partir desse novo cenário?

Por que a Sony encerra linha Xperia no Brasil

Primordialmente, os números do relatório indicam que há muito tempo as receitas da empresa vinham sendo garantidas por um único produto: o PlayStation 4.

Entretanto, as vendas do PS4 começaram a cair e a empresa se viu diante da necessidade de promover um ajuste interno para tentar se reequilibrar.

Uma alternativa para solucionar a crise seria a venda da divisão de filmes da companhia, mas essa opção não tem a simpatia dos acionistas.

Aliás, entre os acionistas o que há é uma tendência a pressionar a direção da companhia no sentido de abandonar totalmente o segmento de smartphones, já que ele não tem trazido resultados satisfatórios.

Com efeito, em 2018, a divisão de smartphones da Sony apresentou um prejuízo de 913 milhões de dólares, um valor três vezes maior que o prejuízo do ano anterior.

Além disso, a participação da Sony no mercado global de smartphones foi inferior a 1%, com cerca de 6,5 milhões de unidades comercializadas do Xperia.

A pressão contra a divisão de smartphones

A própria direção da Sony chegou a reconhecer que seus smartphones tinham ficado para trás em relação à concorrência.

Assim, a empresa ainda tentou adotar o discurso de que a chegada da rede 5G tornaria a Sony competitiva novamente, mas a ideia parece não ter sido endossada internamente.

Por outro lado, as primeiras medidas já tomadas pela companhia para aplacar a crise deixam claro que o alvo é mesmo a divisão de smartphones. Por exemplo, já foram determinados:

  • O fechamento da fábrica de smartphones em Beijing;
  • O fim da comercialização de smartphones nos mercados do Oriente Médio e das Américas Central e do Sul; essa medida deixa claro: Sony encerra linha Xperia no Brasil;
  • A demissão de 200 funcionários da divisão móvel da Sony na Suécia;
  • Uma reorganização interna da empresa, em que a divisão responsável pelos smartphones será integrada a divisões responsáveis por outros produtos.

Conclusão

Encontrar no relatório financeiro da companhia a confirmação de que “Sony encerra linha Xperia no Brasil” não chega a ser surpreendente.

De fato, a decisão tomada pela matriz apenas confirma algo que estava em andamento, já que a unidade brasileira vinha passando por uma estagnação.

Em outras palavras, alguns sinais já apontavam para o encerramento das atividades no país. Por exemplo:

  • Smartphones como o Xperia ZX3 e o Xperia 1 nem foram lançados para o mercado brasileiro;
  • No Facebook, a página oficial da Sony Mobile Brasil foi retirada;
  • O site da Sony Mobile Brasil removeu praticamente todas as informações sobre seus smartphones;
  • A Sony Store passou a vender um único modelo de smartphone, o Xperia ZX2 cor de rosa.

Por outro lado, mais surpreendente é a perspectiva de que a Sony venha a se retirar globalmente do segmento de smartphones.

Para 2019 ainda são esperados mais cortes de funcionários. O que não se sabe ainda é qual será o futuro de produtos como o Xperia 1, o Xperia 10 e o Xperia 10 Plus.

Sobre o autor

Alberto Ishikawa

Deixe um comentário