Celulares

O retorno da Nokia ao mercado de smartphones

Saiba como tem sido o retorno da Nokia ao mercado de smartphones.

Afinal, como está sendo o retorno da Nokia ao mercado de smartphones? Ela voltará a ser uma referência como nos primeiros anos da telefonia celular?

De fato, em pouco mais de vinte anos, vimos a Nokia:

  • Crescer e tornar-se referência no mercado de telefonia celular, com seus aparelhos inovadores e de reconhecida qualidade;
  • Perder espaço nesse mesmo mercado, com a chegada e o constante desenvolvimento dos smartphones;
  • Tentar sobreviver dentro do universo Windows Phone da Microsoft;
  • Desaparecer por completo em 2014.

A rigor, a volta da marca finlandesa ao mercado nem demorou tanto assim. Mas em que condições se deu o retorno da Nokia ao mercado? Seus aparelhos agora são competitivos? Confira neste artigo.

Breve histórico da Nokia

Embora pareça estranho, a Nokia foi fundada na Finlândia, em 1865.

Mas ela nasceu como uma fábrica de papel, e ao longo do seu primeiro século de existência transitou por diferentes segmentos da indústria.

Somente nos anos 1970 a Nokia tornou-se uma empresa de tecnologia e assim deu início ao seu período de maior prosperidade.

O primeiro telefone celular da marca foi o modelo Cityman 900, lançado em 1987. Mas foi com o modelo 1011, de 1992, que a Nokia tornou-se conhecida no mercado.

Nokia 1011

A Nokia atingiu o seu auge em 2000, com o lançamento do modelo 3310. Depois dele, vários  modelos também fizeram muito sucesso, como o N-Gage, o 8110, o N95 e o E71, entre outros.

Nokia 3310
Nokia 3310 clássico
Nokia N-Gage
Nokia N-Gage
Nokia 8110 clássico
Nokia 8110 clássico
Nokia N-95
Nokia N-95
Nokia E-71
Nokia E-71

Na época do lançamento do E71, em 2008, o iPhone já havia chegado ao mercado e o sistema Android estava começando a ganhar espaço.

A chegada dos smartphones

Logo, o Symbian,  sistema operacional desenvolvido pela Nokia, mostrou-se incapaz de competir com o iOS e o Android.

Assim, a Nokia buscou uma parceria com a Microsoft, da qual resultou o lançamento, em 2011, da linha Lumia, equipada com o sistema operacional Windows Phone.

Alguns modelos Lumia eram bastante sofisticados e chegaram a fazer sucesso, mas isso não foi o suficiente para tirar a Nokia da crise em que se encontrava.

Nokia Lumia 920
Nokia Lumia 920

Por fim, em 2014, a divisão de celulares da Nokia deixou de existir, sendo adquirida pela Microsoft, que ainda insistiu em tentar impor o Lumia / Windows Phone no mercado, sem sucesso.

Dessa forma, a marca Nokia desapareceu em 2014 e a própria Microsoft desistiu dos smartphones em 2016.

O retorno da Nokia ao mercado

Em 2016, a HMD Global oficializou o retorno da marca e dos produtos Nokia ao mercado, adquirindo-os junto à Microsoft.

Desde então, foram lançadas algumas versões repaginadas de aparelhos clássicos da marca, como os modelos 3310 e 8110.

Nokia 3310 repaginado
Nokia 3310: o clássico e o repaginado
Novo Nokia 8110
Novo Nokia 8110

Ao mesmo tempo, a nova Nokia também vem lançando smartphones, agora equipados com o sistema operacional Android.

O atual modelo top de linha da marca é o Nokia 8 Sirocco, lançado em 2018. Eis algumas de suas especificações:

  • Sistema operacional Android One;
  • Tela de 5,5 polegadas, com curva em 3D para as laterais;
  • Memória RAM de 6GB;
  • Armazenamento interno de 128GB;
  • Câmera traseira de 12 e 13 MP;
  • Câmera frontal de 5 MP.

Alguns detalhes desse smartphone chamam a atenção. Suas lentes ópticas, por exemplo, são do mesmo fabricante que fornecia as elogiadas lentes da linha Lumia.

Nokia 8 Sirocco
Nokia 8 Sirocco

O que representa o retorno da Nokia ao mercado? Conseguirá ela voltar a ser uma referência em celulares? Ou melhor, conseguirá a Nokia tornar-se referência no segmento de smartphones? A conferir.

Qual Celular – Tudo sobre o mundo mobile você encontra aqui

Sobre o autor

Alberto Ishikawa

Deixe um comentário